As baterias das motocicletas Honda são 100% livres de manutenção. Mas, é importante
saber que simples cuidados no uso podem contribuir para a melhoria e desempenho do
produto e, consequentemente, no aumento de sua vida útil. Muitos dos problemas com
baterias, aliás, poderiam ter sido evitados com atitudes proativas dos próprios consumidores.
Por isso, vamos auxilia-lo com algumas dicas de boas práticas.
1- Faça as revisões recomendadas pela montadora
Mantenha a sua motocicleta sempre em dia, realizando as revisões recomendadas pela
montadora. Entre uma revisão e outra, faça a inspeção gratuita de 21 itens em um
Concessionária Honda de sua preferência, uma vez, que nesta inspeção e nas revisões
recomendadas pela montadora, será analisada a situação da bateria com equipamentos
especiais, como o testador de bateria, que indica a condição da peça. Quando da
necessidade de substituí-la, técnicos treinados na fábrica farão a substituição, mantendo o
alto padrão de qualidade nos serviços executados.
2- A motocicleta só deve ficar ligada se estiver em movimento
Evite manter o motor em funcionamento por mais de 3 minutos com a motocicleta
parada, pois durante o funcionamento em marcha-lenta a bateria não estará sendo carregada.
Antes de desliga-la, certifique-se de que os faróis estejam apagados, demandando, assim,
menos energia na próxima partida.
3- Oxidação é sinal de problema
Fique atento à oxidação nos terminais da bateria para não prejudicar o desempenho
do produto. Caso isto ocorra, compareça a uma concessionária Honda para uma inspeção
da bateria.
4- Só use o freio quando precisar parar ou reduzir a velocidade
Muitos consumidores têm o habito de pilotar suas motocicletas apoiando o pé no
pedal de freio, ocasionando um alto consumo de energia da bateria devido ao
acionamento da lâmpada de frio. Isso ocasiona o desgaste prematuro da bateria.
5- Cuidado ao substituir itens originais de fábrica
É um erro substituir os itens originais da motocicleta por modelos mais potentes sem
checar se a capacidade da bateria e do sistema elétrico da motocicleta suportam os novos
equipamentos, incluindo faróis, buzina, alarme, rastreadores entre outros. A instalação
desses componentes não foi prevista pelo fabricante e sobrecarregará todo o sistema
elétrico da motocicleta e diminuirá sensivelmente a vida útil da bateria e outros
componentes do sistema.